Olá concurseiro!

 

Hoje vamos continuar a nossa série sobre a estrutura da dissertação e, como prometido, iremos falar sobre a introdução.

 

Muitos alunos se atrapalham um pouco na hora de introduzir o texto ou porque não sabem como começar ou porque não compreendem como se estrutura a introdução e o que ela deve contemplar. A sua função todos conhecem, afinal, ela é indicada pelo próprio nome: introduzir um tema. Porém, o que isso significa e como deve ser feito?

 

Introduzir um tema é apresentar ao leitor o que será discutido no seu texto. Para isso, é importante que você considere dois elementos fundamentais a esta parte do texto dissertativo argumentativo: a contextualização e a tese ou questão-problema.

 

Você deve partir do pressuposto de que o leitor não conhece o tema sobre o qual você irá escrever, portanto, é importante que você faça uma breve contextualização a respeito dele, uma espécie de cenário no qual será desenvolvida sua discussão. Nesse momento, você deve apresentar a questão de modo mais abrangente para, em seguida, na apresentação da tese/questão-problema fazer um recorte, mostrando, assim, qual será o foco do seu texto e qual ponto de vista você irá defender.

 

Por exemplo, ao escrever uma redação com o tema “O aumento da produção de lixo e sua relação com o consumo”, você pode fazer uma breve contextualização dizendo que “a questão da produção de lixo hoje é um problema, pois a estrutura de coleta não consegue absorver e tratar todo o lixo produzido e isso é fruto do aumento do consumo”. Em seguida, você pode fazer uma afirmação do tipo. “Esse cenário nos mostra a necessidade de repensarmos o modo como consumimos” (tese) ou “Esse cenário nos coloca a seguinte questão: É possível continuar consumindo dessa maneira sem deteriorar o planeta?”.

 

Perceba que iniciando o texto dessa forma, por meio desses dois elementos, você mostra ao leitor o caminho que irá seguir ao longo texto, permitindo que ele crie expectativas sobre o que será discutido. Por isso, é fundamental que você construa uma introdução coerente e bem fundamentada, com uma boa articulação entre o contexto e o foco do texto (tese/questão-problema), para que você possa ganhar a adesão do leitor logo de início.

 

Para exercitar, você pode selecionar algumas propostas e procurar fazer só a introdução, relendo o que escreveu e observando se a introdução que fez cumpriu de fato o seu papel de introduzir o tema. Talvez assim, exercitando partes separadas da dissertação, você possa observar com mais cuidado a sua estrutura e perceber a importância de cada uma de suas partes.

 

Bons estudos e até a próxima!

Profa. Danusa