Olá concurseiro!

Hoje vamos analisar a prova discursiva do concurso para apoio técnico administrativo do Senado Federal, realizado pela FGV em 2011. Essa prova é constituída de duas partes, como você pode ver aqui: http://site.pciconcursos.com.br/provas/17846210/981bb8336fac/prova_administracao.pdf.

A primeira parte, chamada pela banca de Texto 1, pede que o candidato escreva uma dissertação argumentativa, a partir de uma tirinha que funciona como um “texto” motivador. Já a segunda parte, chamada pela banca de Texto 2, pede que o candidato discuta uma questão específica que faz parte do conteúdo programático do concurso. Assim, a prova discursiva deste concurso é constituída por dois tipos de textos diferentes: uma dissertação argumentativa e uma questão discursiva. Logo, os critérios de correção também mudarão um pouco, como é possível observar nas páginas 6 e 7 do edital deste concurso: http://www.fgv.br/fgvprojetos/concursos/senado11/arq/Edital%2003%20-%20T%C3%A9cnico.pdf.

Vejamos então o que solicita a proposta para o Texto 1. A prova pede que o candidato considere o quadrinho apresentado e escreva uma dissertação argumentativa discutindo a seguinte questão: no mundo atual, a velocidade das mudanças impõe às pessoas a necessidade de uma busca intransitiva, absoluta?

Antes de começar a esboçar seu projeto de texto, você deve observar o quadrinho apresentado. Nele, um homem e uma mulher, que parecem ser amigos, conversam sobre a busca de sonhos e desejos. Para a mulher, a vida parece passar muito rápido, pois ela está sempre correndo atrás de algo; para o homem, ao contrário, a vida passa em câmera lenta, pois ele não corre atrás de nada, afinal, o que ele deseja já está por perto: a mulher com quem ele conversa. Isso fica evidente pelo último quadrinho em que um animal veloz, e que está correndo, afirma que antes de sairmos em busca de algo, devemos olhar ao redor para percebemos se realmente precisamos buscar algo, se já não temos aquilo de que precisamos.

Feita a leitura atenta, você pode iniciar seu projeto de texto. A primeira coisa a fazer é definir um posicionamento, ou seja, definir se o seu texto irá “responder” à questão de modo afirmativo ou negativo: “sim, a velocidade impõe essa busca” ou “não, a velocidade não impõe essa busca”. Definido o posicionamento, você deve começar a pensar nos porquês do sim ou do não. Você deve fazer isso de modo esquemático, em forma de tópicos, apenas para organizar as suas ideias. Vejamos alguns exemplos para cada um dos posicionamentos:

  • Sim, a velocidade do mundo atual impõe uma busca intransitiva: incentivo ao consumo – incentivo ao trabalho excessivo para ganhar mais – isolamento das pessoas – enfraquecimento das relações – sentimento de vazio constante – falta de tempo para a observação/reflexão, etc.
  • Não, a velocidade do mundo atual não impõe uma busca intransitiva: esta busca é característica do ser humano – conquista de novos territórios (navegações) – são outros elementos que levam a esta busca e não a velocidade, etc.

Além de definir os porquês, é interessante também apresentar exemplos, dados, fatos e pesquisas que possam esclarecer ou comprovar as ideias que você irá defender. Por exemplo, se você argumentar que a velocidade do mundo atual não impõe a busca intransitiva, pois esta é uma característica inerente ao homem, as navegações no século XVI seriam um bom exemplo. Naquela época, a relação com o tempo era diferente e, ainda assim, os homens estavam sempre em busca de novas terras.

Perceba que não importa o posicionamento que você irá escolher, o que importa é que você defina um posicionamento e que consiga defendê-lo com argumentos pertinentes, que estejam bem sustentados.

Na próxima semana falaremos do Texto 2, a questão discursiva deste concurso.

Até a próxima e bons estudos!

Profa. Danusa