Olá, concurseiro

Temos sempre insistido na importância de se preparar bem para os concursos que desejamos prestar, não é mesmo? Já falamos sobre como organizar a rotina de estudos, sobre a importância de se planejar com antecedência, de se dedicar à resolução de provas antigas, entre outras questões pertinentes, em vista de alcançar nossos objetivos. Mas e quando o objetivo parece muito distante, o que fazer? Hoje vamos falar um pouco mais sobre isso.

 

voice_presentationRecentemente, o ministro do Planejamento, durante entrevista coletiva em Brasília, anunciou o que já vinha sendo afirmado desde o final do ano passado, que a proposta de orçamento para 2017 não prevê a abertura de novos concursos, dada a atual situação econômica do país. O ministro declarou que já existem vários processos seletivos em andamento, autorizados em orçamentos de anos anteriores, mas que a abertura de novas vagas não deve existir nos próximos meses.

 

mental_stateEsta alegação deixou muitos concurseiros preocupados e desanimados, fazendo com que alguns até desistissem de continuar a seguir a difícil jornada de estudos que antecede a conquista da tão sonhada vaga pública. Porém, será que esta é a melhor atitude a ser tomada?

 

questionSabemos que a falta de perspectivas é um obstáculo difícil de ser transposto, já que a ausência de previsões favoráveis gera muitas dúvidas. Contudo, ao contrário do que se pensa, este é o momento de se dedicar! Elencamos para você, concurseiro, alguns motivos que podem levá-lo a visualizar as vantagens de agora e estudar ainda mais:

  • Praticar é necessário. Não adianta pensar que o concurso está distante e, por isso, você pode deixar os estudos de lado. Lembre-se de que ser constante é fundamental. Se você permanecer meses sem estudar, talvez sua jornada precise começar “do zero” quando o concurso desejado aparecer;
  • Fazer a diferença. Outro motivo que deve animá-lo, concurseiro, é o fato de que muitos pensarão em adiar o sonho. Então, se você não desistir, terá mais chances de estar bem preparado quando um novo concurso surgir. Esta dedicação extra pode sim fazer a diferença;
  • Aprender nunca é demais. Pense ainda que conhecimento é sempre bem-vindo. Você nunca sabe quando vai precisar dele;
  • Previsões nem sempre se concretizam. Além de tudo o que já dissemos, concurseiro, reflita sobre a possibilidade de as previsões não se concretizarem exatamente como estão sendo divulgadas. E se aquele concurso que você pretende prestar surgir mais cedo do que se imagina? Você estará preparado para ele?
  • Novas vagas podem surgir. É importante pensar também que os cargos estão em constante renovação. Aposentadorias, por exemplo, podem gerar a necessidade de novas contratações;
  • Estudar sem ansiedade. Todos sabemos que a ansiedade é um dos grandes vilões dos concurseiros. Sendo assim, já que você não sabe ao certo quando sua prova acontecerá, aproveite para estudar com tranquilidade, sem prazos ou cobranças. Talvez a falta de uma data definida possa ajudar você a assimilar melhor os conteúdos, já que não tem a pressão e o tempo como adversários.

 

Por isso, não desista! Insista! Este pode ser o melhor momento para se dedicar aos estudos.

 

Bons estudos e até a próxima!

Profª Aline