Olá, concurseiro! Vamos a mais um conteúdo de aquecimento para nos prepararmos para o Módulo 1. Neste breve artigo, vamos falar de alguns passos que vão ditar sua rotina de estudos daqui adiante no que diz respeito à preparação para a prova de redação.

A redação tem sido uma modalidade de avaliação cada vez mais presente em exames de concurso público. Assim como nos vestibulares, a redação possui um peso grande na nota final, podendo corresponder até 50% da pontuação total da prova. Por isso, não basta se dedicar somente aos conteúdos e disciplinas previstos no edital, mas é muito importante que você seja capaz de escrever um bom texto.

Falaremos de noções básicas de redação, importantes para que você tenha uma ideia geral de como escrever um texto. Essas noções serão aprofundadas em nosso curso. Então, se você ficou com alguma dúvida, não se preocupe, vamos resolvê-la ao logo do Redação Definitiva para Concursos.

Vamos ver agora os pontos importantes para escrever um bom texto:

 

–      Consulte as provas anteriores e leia atentamente as propostas de redação. Dessa forma, você conhece o estilo dos exercícios e não será pego de surpresa no dia D;

–      Insira a disciplina redação em seu plano de estudos.

–      Considerando que as propostas de redação geralmente recorrem a temas da atualidade, jornais, livros e noticiários podem ser fontes de inspiração para seus textos;

–      No entanto, mais do que inspiração, a escrita requer treino e planejamento. Algumas pessoas podem gostar mais de escrever do que outras, mas esta é uma habilidade que vai sendo construída com o tempo;

–      Resolva as propostas de redação das provas mais antigas, simulando o mesmo tempo da prova. O ideal é que você não faça rascunhos, pois isso pode comprometer a resolução do restante da prova;

–      Leia a proposta com cuidado e planeje o seu texto antes de começar a escrevê-lo;

–      Decida quantos parágrafos vai desenvolver e o que vai abordar em cada um deles;

–      O primeiro parágrafo é sempre introdutório e deve dar ao leitor uma noção sobre o tema e os caminhos que o texto irá seguir. Depois, procure desenvolver a sua argumentação com dados concretos e de forma consistente;

–      O texto deve ser coerente, ou seja, deve apresentar uma unidade em relação ao tema e seguir o fio condutor que você traçou inicialmente;

–      Faça um parágrafo de conclusão, sintetizando os argumentos trabalhado no texto;

–      O texto também deve ser coeso. Assim como uma casa em construção que necessita de cimento para interligar os tijolos, sistema de fios para articular a energia e um sistema hidráulico para fazer a água fluir, o texto necessita de alguns elementos que para interligar frases, parágrafos e ideias. Utilize advérbios, conjunções e outros elementos gramaticais para estruturar bem o seu texto;

–      Geralmente, o registro esperado nas redações de concursos é o formal. Mas atenção, escrever utilizando uma linguagem mais formal não quer dizer produzir um texto rebuscado, com estruturas complexas que podem confundir o leitor. Seja claro e não preencha seu texto com informações desnecessárias. Originalidade e leveza também podem ser bons ingredientes para a sua redação;

–       Não se esqueça do título. Ele pode incorporar funções importantes em relação ao texto: sintetizar ou antecipar uma ideia, lançar uma pergunta, suscitar a curiosidade do leitor;

–      Ortografia, pontuação e acentuação merecem atenção, e certamente o corretor estará de olho nesses itens!

Diferentemente de outros exercícios que podem ser checados via gabarito, o candidato não consegue ter a real dimensão de seus próprios erros ou acertos em uma redação. Por isso, é ideal submeter seus textos à avaliação de um professor – e, dentro do nosso programa de formação, que está prestes a começar oficialmente, você terá essa preciosa oportunidade toda semana.

E aí, animado para começar?

Então assista já à primeira aula do Módulo 1 e mãos à obra!