Olá, concurseiro

Dando continuidade à sequência de textos proposta na última semana, vamos prosseguir com a abordagem de questões relevantes para a escrita de um texto claro, consistente e, consequentemente, bem pontuado nos concursos. A partir disso, hoje vamos falar um pouco sobre a coesão, item fundamental para a escrita de uma redação ou resposta discursiva bem elaborada.

 

generic_sortingA coesão, concurseiro, refere-se ao encadeamento das ideias no texto. Quando escrevemos, para que nossas opiniões sejam realmente compreendidas, devemos manter uma sequência lógica de raciocínio, escolhendo bem as informações e a linguagem que vamos utilizar, não é mesmo?

Mas como fazer para que essas ideias desenvolvidas na redação não pareçam desconectadas? Para que os parágrafos não se tornem “independentes” uns dos outros? Empregando adequadamente nos textos os recursos coesivos existentes. A coesão, portanto, possibilita a articulação entre ideias e frases, ou mesmo entre os parágrafos, garantindo fluidez na leitura, clareza na definição de conceitos ou na defesa de um ponto de vista. Logo, sem o bom emprego dos elementos de coesão, a redação poderá ficar repetitiva, circular, contraditória ou até mesmo incompreensível.

 

supportApós entendermos a importância do bom uso dos recursos coesivos, é fundamental observarmos quais são, então, essas ferramentas que podemos utilizar. Primeiramente, concurseiro, manter o foco é essencial. Cuidado para não desviar sua argumentação daquilo que é realmente importante, ou seja, do trabalho com o tema de seu texto. É comum, ao ler redações de concursos, perceber que o candidato perdeu a linha de raciocínio durante a escrita. Atenção! Pensar com cuidado no projeto de texto a ser desenvolvido, escolhendo antecipadamente as informações que farão parte de cada parágrafo, evita que esse tipo de problema ocorra.

 

detectiveAlém disso, é interessante escolher as palavras com cuidado, para que você não repita as mesmas informações nos parágrafos de seu texto, tampouco reproduza o mesmo vocabulário. Lembre-se: domínio lexical traz boa pontuação para sua escrita. Nesse ponto, os recursos coesivos podem ajudar. Por exemplo, você pode simplesmente pensar em sinônimos ou expressões que possam substituir o termo desejado; trata-se da coesão lexical:

  • As redações foram bem pontuadas. Os textos estavam claros e fundamentados.

 

Você também pode recorrer a pronomes pessoais ou demonstrativos para evitar repetições e relacionar satisfatoriamente as informações. É a coesão por referência:

  • As redações foram bem pontuadas. Elas / Estas estavam claras e fundamentadas.

 

Você ainda pode suprimir de sua escrita termos que, caso não estejam escritos, não comprometam a compreensão. Estamos falando da coesão por elipse:

  • As redações foram bem pontuadas. Estavam claras e fundamentadas.

 

Finalmente, você pode utilizar, concurseiro, os tão conhecidos conectivos, palavras que auxiliam a coesão e que, se empregados adequadamente, garantem uma boa pontuação ao seu texto. Mas não se esqueça: a variedade de conectores é imprescindível! Evite usar apenas alguns ou repeti-los em seu texto:

  • As redações foram bem pontuadas, pois / porque estavam claras e fundamentadas.
  • Os textos estavam claros e fundamentados, logo / portanto / por isso foram bem pontuados.

 

cat-motivacaoE cuidado para não tornar o texto obscuro ou artificial usando apenas aqueles conectores que lhe parecem mais sofisticados, mas que você não sabe ao certo o que significam. Variedade é necessário, porém clareza é primordial!

Então, concurseiro, leia muito e escreva mais ainda! Teste novas possibilidades, saindo de sua zona de conforto na escrita. Amplie seu vocabulário e siga sempre as dicas do corretor.

 

Que tal começar agora mesmo?

 

Bom trabalho e até a próxima.

Profª Aline