Olá, concurseiro!

Hoje vamos continuar a nossa série sobre o caminho que você deve seguir para construir uma boa argumentação no seu texto. O primeiro passo de que tratamos foi a construção de um repertório. Agora, vamos apresentar um segundo passo: a definição clara da tese que será defendida.

 

Uma coisa que observamos constantemente nas redações é que muitos alunos têm boas ideias, ou seja, conseguiram construir um bom repertório, mas não conseguem articulá-las de modo coeso. Eles constroem um texto que é um aglomerado de ideias, muitas vezes boas, mas que não cumprem uma função na redação, pois o leitor pode até depreender qual é o ponto de vista adotado, mas ele não está explicitado no texto.

Além disso, um texto construído dessa forma fica sem progressão, ou seja, ele não caminha de uma ideia inicial para uma ideia final, é só um conjunto de ideias apresentadas de modo desarticulado.

Daí a importância da definição da tese em uma dissertação argumentativa. A tese é o que irá nortear o texto, tudo irá girar em torno dela: a introdução, os argumentos utilizados no desenvolvimento e a conclusão. Por meio dela, o leitor sabe claramente o que está sendo defendido no texto e pode avaliar se os argumentos utilizados conseguiram prová-la.

Ela também contribui para a construção da progressão textual, pois é como se ela desse sentido ao texto: apresento um contexto para localizar minha tese (introdução), desenvolvo argumentos que possam prová-la (desenvolvimento) e encerro minha argumentação retomando a tese e reforçando meu ponto de vista (conclusão). Percebe que o texto ganha uma razão de ser?

A definição da tese nos leva a um outro aspecto importante que deve ser trabalhado para a construção de uma boa argumentação: a realização do projeto de texto. Jamais devemos escrever um texto sem planejá-lo, especialmente em situações de avaliação, como os concursos públicos. Afinal, há certas técnicas e modos de organizar o texto para que ele seja coerente e cumpra sua função, no caso da dissertação, a de convencer o leitor sobre um dado ponto de vista.

Assim, antes de escrever seu texto, faça o projeto de texto. Ele deve ser feito de modo bem objetivo, em formato de tópicos. Nele, você pode primeiro definir a tese, pensando sobre que aspecto do tema você tem mais facilidade e mais argumentos para trabalhar.

Em seguida, defina dois ou três argumentos que podem defender a sua tese e, por fim, pense como você pode concluir o texto e reforçar seu ponto de vista. Você pode também fazer o caminho inverso: levantar os argumentos a partir dos quais você pode discutir o tema e definir uma tese a partir deles.

O importante é que você tenha clareza sobre o que irá desenvolver no texto, do início ao fim, ou seja, que você saiba de onde irá partir e aonde irá chegar.

No mês que vem encerraremos a série trazendo mais um passo para trilhar este caminho.

 

Bons estudos e até a próxima!

Profa. Danusa