Olá, concurseiro!

No trabalho que desenvolvemos de correção de redação, percebemos certas irregularidades no que diz respeito aos problemas de escrita dos alunos, e o uso equivocado da palavra onde é uma dessas irregularidades. Impressiona a quantidade de vezes em que onde aparece em contextos nos quais não deveria ocorrer, não apenas nas redações escolares e de preparação para provas, mas também em textos diversos que circulam socialmente. Por isso, vamos falar um pouco sobre essa palavra e sua função na língua.

Onde, de acordo com a gramática normativa, pode ser classificado como um advérbio de lugar ou como um pronome relativo, e é sobre essa função que reina a confusão. Além de onde, funcionam também como pronomes relativos que e qual (e suas variações de gênero e número), que podem ser precedidos pelas preposições em e no, respectivamente. O que ocorre é que as pessoas fazem uma associação entre esses pronomes e passa a substituí-los indiscriminadamente por onde em qualquer contexto, o que acaba gerando o erro.

O pronome relativo onde deve ser utilizado apenas como um elemento que retoma lugares, espaços. Para verificar isso, podemos substituí-lo por “o lugar em que”. No entanto, ele tem sido usado também em outros contextos. Observe os exemplos a seguir:

  • A população jovem é onde se percebe maior descrédito na política.
  • A escola onde estudei será demolida.
  • Eu gostava de pular corda na minha infância, onde não tinha nada com que me preocupar.
  • O corpo será enterrado em Santana, onde nasceu o poeta.

Perceba que podemos fazer a substituição por “o lugar em que” apenas nos enunciados 2 e 4 (A escola, o lugar em que estudei, será demolida./O corpo será enterrado em Santana, o lugar em que nasceu o poeta. Em 1 não podemos fazer essa substituição porque onde está retomando a população jovem e em 3 porque onde retoma minha infância, e ambos os elementos não se referem a lugares ou espaços. Em 1 seria correto substituir onde por em que/na qual e em 3 por quando, pronome que retoma tempo, época (infância).

Em todos esses casos, mesmo naqueles considerados errados, onde está funcionando como um elemento que retoma outro. Porém, encontramos também em muitas redações o uso de onde de modo totalmente solto na frase, sem retomar qualquer elemento, o que prejudica muito a fluidez da leitura e demonstra um conhecimento precário da norma culta, contribuindo, assim, para uma nota baixa na redação.

Por isso, sempre que escrever um texto, procure revisá-lo e avalie se você está empregando o pronome onde corretamente. Se possível, busque o auxílio de um professor especialista. Aos poucos você vai compreendendo os contextos em que ele pode ser utilizado e seu uso vai ficando automático.

Bons estudos e até a próxima semana!

Profa. Danusa