Olá concurseiros!

Nas próximas duas semanas, quero falar sobre alguns aspectos importantes para a redação em concursos públicos: a coesão e a coerência do texto escrito. Provavelmente, você já deve ter escutado falar sobre esses dois elementos na aula de português do colégio ou do cursinho. No post de hoje, vamos começar pela coesão, é um elemento de importância para a escrita da sua redação.

A coesão é um dos fatores essenciais para garantir a unidade de sentido do texto e opera por meio de elementos linguísticos. Basicamente, a coesão está no emprego de referências que estabelecemos entre informações no texto (anáfora ou catáfora); na utilização de conectores entre frases ou no interior de uma frase; e na relação temporal e aspectual estabelecida pelos verbos.

A falta de conexão dos elementos linguísticos, ou seja, de coesão, pode afetar todo o sentido do texto. Para garantir a coesão do texto, temos que prestar atenção na forma como construímos as frases e até nossos parágrafos e pensar para quem estamos escrevendo. Enquanto autores, também temos que nos colocar no lugar dos leitores. Portanto, reler o que você escreveu é essencial para verificar se o texto está claro e se as palavras, frases e parágrafos estão unidos de forma harmoniosa. A pressão do tempo e da prova em si, muitas vezes levam o candidato a escrever frases desconexas ou sem finalização.

Bom, para terminar, quero saber se você notou algo de estranho no meu texto. Provavelmente sim. Se não, volte à ùltima frase do primeiro parágrafo. Há uma clara falta de coesão na frase: “No post de hoje, vamos começar pela coesão, é um elemento de importância para a escrita da sua redação”. Isso acontece pela falta do pronome relativo ‘que’, responsável por unir as duas frases que concernem a palavra coesão. O ideal seria: “No post de hoje, vamos começar pela coesão, que é um elemento de importância para a escrita da sua redação”. Está vendo como a coesão é essencial para construirmos os sentidos do texto? Portanto, cuide para que seu texto seja coeso.

Um abraço e até a próxima!

Professora Flávia