Olá, concurseiro! Como vai a preparação?

No post de hoje, vou apresentar alguns passos para que você possa aproveitar o seu tempo de estudo da melhor forma. 

O ideal é que seu planejamento de horário e conteúdos já esteja traçado, assim as próximas dicas podem ser bem incorporadas à sua rotina de trabalho.

Vamos lá, então!

1. Conheça bem o edital

O edital é um documento importante que traz todas as informações sobre o concurso que você vai prestar, tal como: data, local, disciplinas e características da prova, número de vagas, cálculo das notas, regulamento, entre outras. Se você for prestar mais de um concurso, procure identificar o que há de específico em cada edital. Além disso, preste atenção à presença da prova de redação no edital. Cada vez mais os concursos públicos estão cobrando a redação e atribuindo a ela extrema importância, visto que ela pode valer até metade da nota total do concurso. Infelizmente, a maioria não está preparada e acaba enxergando a prova de redação como uma enorme barreira. Você faz parte dessa maioria?

Assim que se decidir por um ou mais concursos, tenha o edital nas mãos (impresso ou no computador) e leia-o com atenção, grifando os itens mais relevantes.

2. Estude as características das provas

Não basta ter domínio sobre as disciplinas se você não conhece a estrutura da prova. É necessário saber que tipo de questões você vai ter que resolver: múltipla escolha, exercícios dissertativos, “verdadeiro ou falso”, questões que exigem a leitura de um texto, redação, etc. Para estar bem preparado, baixe e resolva as provas anteriores para assimilar as características de questões propostas por determinada banca de concurso.

Procure fazer simulados, marcando o tempo de execução. Se for uma prova com gabarito, lembre-se que este leva pelo menos 5 minutos para ser preenchido e, portanto, você terá um tempo mais curto para a resolução. No caso da redação, a dissertação argumentativa é o gênero textual mais solicitado. Portanto, é essencial que você conheça o formato da dissertação.

3. Utilize o material correto

Além das provas anteriores, você pode aliar o estudo de cada disciplina a um material extra. Adote no máximo um livro para cada disciplina (principalmente quando a disciplina for teórica) ou manuais específicos para a sua prova. Seja objetivo na escolha do material e verifique se o próprio edital indica uma relação de referências bibliográficas que podem te ajudar. 

4. Alterne as disciplinas estudadas

Há sempre uma disciplina que achamos mais difícil ou que não conhecemos. Portanto, separe o momento em você está mais descansado para estudar melhor. Também é importante alternar disciplinas mais teóricas e disciplinas exatas. Não se esqueça também de escrever frequentemente suas redações.

Em seu planejamento, faça uma grade de conteúdos e atente para que as disciplinas básicas sejam estudadas todas as semanas. A cada duas ou três semanas, faça uma revisão do que já foi visto.

Uma boa nota na redação é crucial para ser aprovado no concurso público.

Clique aqui, baixe nosso guia gratuito e evite que a redação seja uma barreira para você!

 

5. Leia atentamente os exercícios

A leitura da prova é um ponto crucial para o seu bom desempenho. Muitos candidatos erram questões simplesmente porque não leram corretamente os enunciados ou a introdução do exame. Uma má interpretação da proposta de redação pode até cancelar sua nota.

É comum no meio de tantos exercícios, principalmente em provas de múltipla escolha, surgir um que alterne o seu raciocínio, do tipo “Assinale a alternativa que NÃO corresponde com o conceito acima”. Caso o exame seja dissertativo, avalia a proposta de cada questão e tente respondê-la da forma mais adequada possível.

6. Registre seu desempenho

O registro do seu desempenho deve levar em conta dois aspectos: o tempo e os acertos. Seu objetivo é terminar a prova no tempo previsto, tendo resolvido todas as questões e com o máximo de acertos possíveis. Essa equação exige treino e perseverança do candidato.

Vale a pena ter um professor que corrija suas redações, a fim de você possa ler os comentários feitos por ele, revisar o seu texto e aplicar o que foi aprendido nos próximos textos que você escrever. Sempre que for fazer um simulado, faça uma análise sobre sua própria performance por meio de uma tabela. Coloque o tempo de execução da prova, os acertos e principalmente os erros. Perceba quais os seus pontos fortes e o tema ou o tipo de exercício que mais errou. Refaça as provas, sempre incorporando o preenchimento do gabarito na contagem de tempo.

7. Trace um plano para sua prova

Depois de todos esses passos, é hora de traçar um plano de ação para resolver a sua prova. Em um exame com mais de uma disciplina, você deve escolher por onde começar. Como foi dito, no caso da redação é essencial que você conheça a anatomia da dissertação e saiba fazer o projeto de texto para otimizar o seu tempo e garantir um bom desempenho na prova.

Prefira as disciplinas e as questões que são mais fáceis para você ou que você tem certeza da resposta. Deixe as mais difíceis para o final. 

Durante o treino de performance, observe se para você é melhor preencher o gabarito ao final ou ao longo da prova. Se houver textos, comece pelos mais curtos, sempre tomando nota das informações mais importantes. No caso específico dos textos, você pode realizar uma leitura intercalada: texto, questões e texto novamente.

Espero que essas dicas possam te ajudar a conseguir ótimos resultado. Até a próxima dica!

– Profa. Fernanda

P.S.: o que achou da dica de hoje? Você adicionaria algo mais? Comente abaixo e compartilhe este texto com seus amigos pelo Facebook e email! 🙂

 

Clique aqui para baixar um GUIA GRATUITO sobre a Anatomia da Dissertação e nunca mais fique perdido na redação!