Olá, concurseiro!

O sucesso nem sempre tem receita, mas, no caso dos concursos públicos, podemos observar certas atitudes comuns àqueles que venceram e conquistaram uma vaga no serviço público. E nada melhor do que se espelhar nos vencedores para conquistar aquilo que desejamos, não é mesmo? Por isso, hoje vamos falar um pouco dos segredos dos concurseiros aprovados para que você se inspire e reflita sobre o que você já faz e o que precisa fazer para melhorar a sua preparação.

 

Dedicação

De acordo com uma pesquisa feita com ex-alunos de um curso preparatório aprovados em concursos públicos, 62% dos entrevistados estudaram entre quatro e seis horas por dia (incluindo o tempo em sala de aula) e 38% dedicou-se aos estudos acima de seis horas diárias, podendo chegar a até 12 horas de estudo.

Por meio desses dados, podemos perceber que um dos segredos para o sucesso no concurso é a dedicação, pois é necessário dedicar muitas horas do seu dia ao estudo, muitas vezes tendo que abrir mão de outras atividades, como o passeio com os amigos, as festinhas de família, o futebol na TV, etc.

 

Administração do tempo

Outro segredo é saber administrar o tempo, tanto na preparação quanto na realização da prova. Em relação à preparação, você precisa ser realista e avaliar quanto tempo você terá diariamente para se dedicar ao estudo. Feito isso, você deve verificar tudo o que será cobrado na prova e dividir o seu tempo para estudar cada uma das matérias ou conhecimentos envolvidos. Você deve avaliar também que matéria você precisa dedicar mais tempo para estudar.

Por exemplo, se tem mais dificuldade com matemática, mas não tem tanta dificuldade em entender as leis, divida seu tempo dedicando mais horas de estudo à matemática e menos horas à leitura das leis. Na hora da prova também é importante administrar o tempo para poder responder a todas as questões e fazer a redação, se houver.

 

Estabelecimento de metas

Algo que percebemos entre os concurseiros vencedores é que, em geral, eles estabeleceram metas em seu planejamento de estudo. Essas metas devem ser diárias, semanais, mensais e anuais. Por exemplo, neste ano vou fazer três concursos públicos, então, devo me perguntar: quantos meses de estudo posso e devo dedicar a cada um deles? Mais importante ainda é definir pautas diárias de estudo para que você tenha uma preparação regrada, que contemple tudo aquilo que é pedido pela prova.

 

create_newTreinar a redação

As provas de concursos tem se tornado cada vez mais discursivas. Isto significa que os exames atuais exigem que o candidato escreva mais, seja respondendo a questões específicas, ou desenvolvendo uma redação. Entretanto, o concurseiro tem que ter em mente a importância da prática da redação caso realmente queira ter um bom desempenho nela.

Usar a prova de redação como forma de selecionar quais candidatos serão aprovados é uma tendência crescente nos concursos em todo o país. Ou seja, saber escrever uma boa redação é um dos principais segredos dos concurseiros aprovados. 

 

Técnicas de estudo

Há diferentes técnicas de estudo. Algumas pessoas assimilam melhor as coisas por meio da escuta, outras, por meio da leitura. Outras ainda preferem utilizar esquemas, pois isso ajuda a memorizar o conteúdo. Porém, a elaboração de resumos parece ser a técnica mais usada entre os vencedores.

De acordo com a pesquisa acima citada, 73% dos alunos entrevistados elaboraram resumos para estudo nos dias anteriores à prova, 97% revisou a matéria para a realização da prova e 81% não recorreu a nenhuma técnica de concentração ou memorização, mas 19% se beneficiou desses artifícios de alguma forma.

Ou seja, cada um deve encontrar a técnica com a qual consegue aprender mais, porém, considerando a quantidade de conteúdo e o tempo de preparação, técnicas que sintetizam a informação e permitem um fácil acesso a ela, tais como o resumo e o esquema, podem ser bastante produtivas.

Outro ponto observado pela mesma pesquisa é que os vencedores costumavam realizar estudos em grupo, além de treinar bastante fazendo exercícios. Isso vale também para a redação, principalmente se você tem dificuldades de escrita, pois, com bastante treino, você pode ter um excelente desempenho na prova.

 

Conhecer o terreno onde está pisando

É fundamental conhecer o terreno onde está pisando, ou seja, aquilo que o concurso espera de seu candidato. Por isso, o primeiro passo é ler o edital com atenção e compreendê-lo. Se tiver dúvidas, entre em contato com o canal de comunicação do concurso. É importante também conhecer a banca examinadora, pois, assim, você pode direcionar a sua preparação. As bancas costumam ter estilos de provas, por isso, leia sobre elas na internet e analise as provas anteriores realizadas por elas, respondendo às suas questões, assim você saberá o que a prova espera de você

 

Características

Por fim, a pesquisa observou que há certas características comuns aos vencedores: eles têm pensamento positivo, bastante resistência física e mental, maturidade para reconhecer os erros e analisar o que precisa melhorar, além de fazerem atividades físicas regulares ― estas são importantes para melhorar a disposição e o funcionamento da mente, o que propicia maior capacidade de estudo e também mais resistência.

Além disso, a pesquisa observou que uma característica comum é a persistência: 68% dos alunos foram aprovados antes de completarem um ano de preparação, mas 19% levaram entre um e dois anos para obter sucesso e 13% precisaram estudar mais de dois e menos de três anos para conseguir a primeira classificação. Assim, se você não passar de primeira em um concurso, não desanime! Participe de outro processo e reflita sobre o que pode melhorar para conseguir a vaga.

 

Pense em todos esses segredos e veja quais deles você ainda não desenvolveu para que possa melhorar a sua preparação! Você saberá mais detalhes sobre a importância da redação nos concursos em breve, num outro texto de nosso blog. Fique ligado!

Bons estudos e até a próxima!

Profa. Danusa

 

Fonte da pesquisa: <http://congressoemfoco.uol.com.br/opiniao/colunistas/segredos-dos-dez-melhores-concurseiros-do-pais/>. Acesso em: 12 out. 2015.