Olá, concurseiro!

Hoje vamos continuar a tratar de algumas dificuldades de ortografia que os alunos costumam ter. Espero que essas dicas possam ajudá-lo a compreender alguns pontos da nossa ortografia que muitas vezes ficam nebulosos. Lembramos que o formato de lista que utilizamos é apenas para facilitar o aprendizado e não para que você decore, pois ortografia se aprende lendo e escrevendo bastante, não se esqueça! 😉

Há x a

Muitos alunos, ao escreverem, confundem o verbo flexionado e a preposição a. Observe a diferença:

A casa do meu tio fica a três quarteirões.

O carro foi abandonado a alguns quilômetros.

A dois dias da eleição a revista publicou uma matéria reveladora.

alguns meses o governo tem procurado acalmar os investidores.

Vamos observar cada um dos enunciados para entender a diferença. Nos dois primeiros casos observamos que a preposição a está marcando a distância entre dois pontos, ou seja, está relacionando dois pontos do espaço. Já no terceiro caso percebemos que a preposição marca também uma distância, mas agora no tempo: o intervalo entre a publicação da matéria e a eleição é de dois dias. No quarto enunciado, o verbo haver também marca tempo, porém um tempo que já passou, sendo equivalente ao verbo fazer: Faz alguns meses que o governo tem procurado acalmar os investidores. Ou seja, quando for indicado um tempo decorrido, que já passou, deve-se usar o verbo flexionado , já quando se quer indicar um intervalo de tempo entre o momento que se fala e um momento futuro, deve-se utilizar a preposição a, assim como quando se quer indicar distância.

 

“Verifique as datas de inscrição junto à secretaria do curso”

É bastante frequente encontrarmos nas redações dos alunos a expressão junto a em contextos como este, acontece que essa expressão é sinônimo de “perto de”, ou seja, junto a significa “estar perto ou ao lado de”, e, nesse caso, não poderia ser usada no enunciado acima. Você pode resolver o problema facilmente trocando a expressão por uma preposição ou locução prepositiva de acordo com a regência do verbo. No caso do nosso exemplo, poderíamos dizer “Verifique/informe-se com a secretaria do curso” ou “solicite à secretaria do curso”.

 

acerca de x a cerca de

Outra dupla que provoca confusão na hora da escrita é a cerca de x acerca de, devido à semelhança entre elas. Observe os enunciados a seguir e perceba a diferença:

Quero lhe falar acerca do contrato.

A trilha que te falei fica a cerca de 2 km.

Observando os enunciados, podemos perceber que acerca de pode facilmente ser substituída por sobre, significando, portanto, “a respeito de, com relação a”: Quero lhe falar sobre/a respeito do contrato. Já a locução a cerca de, no segundo enunciado, está medindo uma distância, indicando que ela é de aproximadamente 2 km de onde o locutor se encontra, por isso o uso da preposição a antes de cerca de: A trilha que te falei fica a aproximadamente 2 km daqui.

Outra confusão que se faz é entre essa última locução e a locução há cerca de. Aqui temos o mesmo funcionamento, cerca de significa “aproximadamente”, porém, por se tratar de expressão de tempo decorrido, deve-se utilizar o verbo haver antes dela: O pedido foi feito cerca de cinco dias (= Faz cinco dias que o pedido foi feito).

 

Com essas três dicas encerramos nossa série sobre ortografia. Isso não significa que o assunto tenha se esgotado, pois a língua é cheia de nuances e artimanhas, e nem sempre é fácil identificar qual seria a opção correta de escrita. Além disso, há ainda muitos outros pontos que geram dúvidas e que abordaremos em outras oportunidades.

Bons estudos e até a próxima!

Profa. Danusa