Olá, concurseiro!

Quando se trata de funcionamento de provas, ou seja, como elas são formuladas, o que exigem, como devem ser feitas etc., percebemos que os alunos que estão se preparando para concurso têm bastante dificuldade em entender a prova de uma das principais bancas de concurso público, a CESPE.

 

true_falseIsso ocorre porque, ao longo de toda a nossa vida, seja na escola, nos processos seletivos de emprego ou nos testes de personalidade, nos acostumamos com a ideia de que uma prova objetiva é construída da seguinte forma: em cada questão, há um enunciado, que pode ou não ajudar na resposta, uma pergunta e cinco alternativas, sendo que apenas uma delas é a resposta correta para a questão.

 

cancelAí, quando o candidato começa a se preparar para uma prova da CESPE, ou pior, quando vai para a prova sem estar preparado, acaba se assustando e até cometendo muitos erros no preenchimento das respostas, justamente por não estar acostumado com esse tipo de prova.

 

one_finger_filledNa prova objetiva da CESPE, cada questão é construída da seguinte forma: há, geralmente, um texto e cinco itens que fazem afirmações sobre esse texto. O candidato não deve escolher um desses itens, mas sim apontar quais são corretos (C) e quais são errados (E). Esse modelo de prova gera dois problemas ao concurseiro.

 

questionsO primeiro problema é que marcar um item de forma errada em relação ao gabarito, ou seja, marcar C para um item que é E ou marcar E para um item que é C, faz com que o candidato perca ponto (uma vez que cada item vale um ponto). Isso gera o segundo problema: é muito arriscado “chutar” uma resposta, pois pode-se anular alguns acertos, prejudicando a nota, já que a nota final da prova é a diferença entre os itens em concordância com o gabarito e os itens em discordância com o gabarito (itens que você marcou corretamente – itens que você marcou incorretamente). A ausência de marcação ou a marcação de ambas as respostas (C e E) equivale a 0, ou seja, não soma nem diminui pontos.

 

conference_foreground_selected_filledTrabalhando com esse modelo de prova, a CESPE consegue selecionar aqueles candidatos que realmente se prepararam para o concurso, evitando a entrada daqueles que “tiveram sorte” ao “chutarem” uma resposta correta ou conseguiram chegar à resposta correta por eliminação de alternativas erradas e que parecem absurdas.

 

for_beginner_filledEntão, se você pretende fazer uma prova da CESPE, fique muito atento a isso, pois arriscar demais no chute de respostas pode custar sua tão sonhada vaga de servidor público. Outra dica é treinar bastante com provas anteriores para se acostumar a este modelo.

 

Um abraço,

Profa. Danusa