Texto 1

Garantir à população mais pobre uma alimentação adequada é importante, segundo o secretário, porque a inflação atinge as camadas sociais com diferentes intensidades. E é justamente a parcela carente da sociedade a mais prejudicada pela inflação no Brasil.

“Para a população que tem renda média de R$ 380, a inflação dos alimentos chega a 35%. Já para as famílias na faixa de renda de R$ 2.700, o impacto de alta de preços está em torno de 22%, afirmou Ruano. Ele lembrou ainda que a população carente gasta 70% do orçamento doméstico para a compra de alimentos.

Aroldo de Campos, diretor do Departamento de Proteção da Produção do MDA (Ministério do Desenvolvimento Agrário), ressaltou que a crise de alimentos apresentou maiores conseqüências nos países sem uma política adequada de segurança alimentar. Como exemplo, o diretor lembrou que países onde a agricultura familiar é incentivada e estoques de alimentos são mantidos, como no Japão na União Européia, o impacto da crise foi relativamente baixo. (Adaptado de https://economia.uol.com.br/ultimas-noticias/infomoney/2008/09/10/acesso-da-populaccedilatildeo-carente-aos-alimentos-eacute-essencial-para-superar-crise.jhtm. Acesso em 29/10/2017)

 

Texto 2

Segurança Alimentar e Nutricional e Soberania Alimentar

A Segurança Alimentar e Nutricional, enquanto estratégia ou conjunto de ações, deve ser intersetorial e participativa, e consiste na realização do direito de todos ao acesso regular e permanente a alimentos de qualidade, em quantidade suficiente, sem comprometer o acesso a outras necessidades essenciais, tendo como base práticas alimentares promotoras da saúde, que respeitem a diversidade cultural e que sejam ambiental, cultural, econômica e socialmente sustentáveis. (Disponível em http://www4.planalto.gov.br/consea/acesso-a-informacao/institucional/conceitos. Acesso em 29/10/2017)

 

Texto 3

O Direito Humano à Alimentação Adequada tem duas dimensões: o direito de estar livre da fome e o direito à alimentação adequada. A realização destas duas dimensões é de crucial importância para a fruição de todos os direitos humanos. Os principais conceitos empregados na definição de Direito Humano à Alimentação Adequada são disponibilidade de alimentos, adequação, acessibilidade e estabilidade do acesso a alimentos produzidos e consumidos de forma soberana, sustentável, digna e emancipatória.

Uma abordagem de direitos humanos também requer ações específicas, para contextos específicos. Assim, é fundamentação adoção de ações afirmativas e políticas que considerem a dimensão de gênero, raça, geração e etnia. A garantia do Direito Humano à Alimentação Adequada é uma obrigação do Estado (…). (Disponível em http://www4.planalto.gov.br/consea/acesso-a-informacao/institucional/conceitos/direito-humano-a-alimentacao-adequada. Acesso em 29/10/2017)

 

Com base nos textos acima e no conhecimento adquirido ao longo da sua formação, escreva um texto dissertativo-argumentativo sobre o seguinte tema:

Segurança alimentar: como prover alimentação de qualidade para todos?

 

Clique aqui para enviar sua redação para correção profissional!