Texto 1

Entende-se por terceirização do trabalho o processo pelo qual uma instituição contrata outra empresa para prestar um determinado serviço. Atualmente, no sistema capitalista em sua fase financeira, essa prática difundiu-se amplamente em todo o mundo, não sendo diferente no Brasil, onde cerca de 25% da mão de obra empregada é terceirizada. 

Os exemplos de terceirizaçãomais comuns relacionam-se com a prestação de serviços específicos, tais como limpeza e segurança. Quando você vai ao banco, por exemplo, pode notar que os vigilantes não são empregados do próprio banco, mas de uma empresa especializada em segurança, o que também é bastante comum em edifícios comerciais, escolas, fábricas e outros.

As causas do aumento da terceirização no Brasil e no mundo têm relação com a diminuição dos custos com funcionários. Afinal, para as empresas, sai mais barato que parte de sua mão de obra seja contratada por terceiros, em vez de mantê-los sob a sua tutela, o que eleva os gastos com direitos trabalhistas e eventuais problemas de segurança do trabalho, como indenizações e outras questões. (Localizado em http://brasilescola.uol.com.br/geografia/terceirizacao-trabalho.htm. Acesso em 27/03/2017)

 

Texto 2

terceirizacao

(Localizado em https://www.cartacapital.com.br/politica/vendida-como-solucao-para-a-crise-a-terceirizacao-tende-a-agrava-la. Acesso em 27/03/2017)

 

Texto 3

Trecho da entrevista de Presidente da Associação Nacional dos Procuradores do Trabalho, Ângelo Fabiano Farias da Costa, concebida à Revista Carta Capital. 

 

CC: Dizem que a terceirização pode contribuir para a especialização da mão-de-obra. AFFC: É um discurso falacioso. Os processos trabalhistas raramente atingem prestadores de serviços especializados. O que se pretende é abrir a porteira para a terceirização irrestrita, permitir que grandes empresas operem sem um único trabalhador em sua folha de pagamento. E a tomadora de serviços estará absolutamente protegida, porque ela sabe que só tem responsabilidade subsidiária. Ou seja, só será atingida por débitos trabalhistas se todo o patrimônio da prestadora não for suficiente para quitar as dívidas em caso de falência. É uma desconstrução total do direito do trabalho.

CC: Os defensores da terceirização dizem que a medida irá baratear o custo da mão-de-obra sem comprometer os direitos dos trabalhadores. AFFC: É uma questão matemática. Se eu pago determinado valor ao funcionário e coloco um intermediário nessa relação, não tem como ficar mais barato sem perdas para o trabalhador. A empresa prestadora de serviço evidentemente visa o lucro. O trabalhador só custará menos com arrocho salarial e supressão de direitos.

Além disso, é uma opção ruim para a economia. Ao reduzir a renda dos trabalhadores, você retira poder de compra das famílias, prejudica o mercado doméstico. Pode até comprometer a arrecadação do Estado. Vendida como solução para a crise, a terceirização tende a agravá-la. Outra balela é dizer que a medida vai reduzir o desemprego. Assim que a lei entrar em vigor, muitos trabalhadores serão demitidos e, na sequência, recontratados por outra empresa, com salários e benefícios reduzidos. (Localizado em https://www.cartacapital.com.br/politica/vendida-como-solucao-para-a-crise-a-terceirizacao-tende-a-agrava-la. Acesso em 27/03/2017)

 

Texto 4

O advogado Rafael Grassi, representante da empresa Vale, disse que é preciso haver uma legislação que regule e defina a terceirização nas empresas, permitindo inclusive que se terceirize as atividades principais, pois muitas vezes é difícil separar o que é atividade-fim e atividade-meio.

“Permitir atividade-meio ou atividade-fim não é uma questão de gosto, é uma questão de sobrevivência e competitividade. Obrigar uma empresa no Brasil a seguir preceitos totalmente diferentes do mundo globalizado poderá estar destruindo um posto de trabalho. A adequação da nossa lei tem que ser incentivada”, disse Grassi.

O economista Fernando de Holanda Barbosa Filho, da FGV, defendeu que é preciso acabar com a distinção entre atividade-meio e atividade-fim como forma de se aumentar a produtividade das empresas.

“A nossa legislação, comparada com a de outros países, é muito rígida. Permite poucos acordos e eles são posteriormente modificados na Justiça. O projeto do Senado é mais debatido e mais bem escrito, o que fará que seja mais efetivo. O país tem a ganhar e a economia também, aumentando a produtividade e a competitividade”, disse Barbosa Filho. (Localizado em https://noticias.terra.com.br/brasil/especialistas-divergem-sobre-efeitos-dos-projetos-de-lei-da-terceirizacao,af46c62f383b08393328b57e3759985fr7wddufd.html. Acesso em 27/03/2017)

 

Coloque-se no lugar de um estudante do ensino médio que decide escrever um artigo de opinião, a ser publicado no blog da Escola, apresentando a sua opinião sobre a questão a aprovação da lei que permite a terceirização irrestrita dos serviços no Brasil. Neste artigo, você deve:

  • Explicar o que é a terceirização dos serviços;
  • Mostrar o que o motivou a escrever o artigo;
  • Posicionar-se claramente diante da questão.

Obs: Utilize os textos acima e o seu conhecimento de mundo como base para escrever o seu texto.

 

Clique aqui para enviar sua redação para correção profissional!